Termina a Piracema, mas pesca ao Dourado continua proibida

 

Umuarama – O Dourado, peixe considerado prêmio pelos pescadores continua intocável pelas Leis ambientais. Segundo a Polícia Ambiental de Umuarama, a pesca da espécie está proibida por três anos, conforme portaria nº 211 de 19 de outubro de 2012, do Instituto Ambiental do Paraná.
De acordo com o tenente da Policia Militar Ambiental, Alcimar Crescêncio, está totalmente proibida à pesca tanto do Dourado, como o Jaú, a Piracanjuva, Jurupoca, Monjolo (Surubim do Iguaçu) e Jurupensém (Surubim Lima). “No caso do Dourado, como os outros peixes, só é permitido pescar em dias de competição destinada à espécie. Mesmo nesses momentos, o peixe deve ser pesado e depois devolvido ao rio. Transportar o Dourado gera multa grave”, alertou.
Ainda segundo o tenente, com o fim da piracema começa o período de corrida ao pescado. Para coibir casos de crimes ambientais, o Ministério Público Federal orientou a aplicar a lei mais taxativa, sendo federal ou estadual. “Em caso de infração em flagrante será aplica a lei mais pesada, sendo ela federal ou estadual. Pois devemos considerar a agressão ao meio ambiente”, disse.
A pesca está liberada a partir de amanhã e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), orienta para o limite de captura e transporte por pescador amador é de 10 quilos de pescado mais um exemplar acima do tamanho mínimo permitido. Também não é permitido fazer uso de fogo na área do parque Nacional de Ilha Grande e em seu entorno, como em suas ilhas e áreas de banhado. Portar arma de fogo nas margens dos rios e no parque é proibido.
Também é vedado armazenar e transportar peixes sem cabeça ou em forma de postas ou filés.
Os pescadores deverão respeitar determinados locais, onde a pesca é coibida durante todo ano. São eles: em lagoas marginais; a menos de 200 metros a montante e a jusante de cachoeiras e corredeiras; a menos de 500 metros de saídas de efluentes, confluências e desembocaduras de rios, lagoas, lagos e reservatórios.
Para os amadores, são admitidos os petrechos, como linha de mão, caniço simples ou com molinete ou carretilha, com isca natural ou artificial, com ou sem garatéia. O IAP ainda lembra que todos os pescadores – amadores, profissionais e esportivos – devem possuir o Registro Geral da Atividade Pesqueira (RGP).
 

Fiscalização

A Polícia Ambiental informou que está se munindo de todas as exigências para pôr as equipes de fiscalização nos rios e nas estradas da região. Em São Jorge do Patrocínio e Altônia, além de outras cidades da região, o Coripa fará campanha de orientação com a distribuição de panfletos e muitas informações, além da fiscalização.
Pescadores que agem dentro da lei pedem para a fiscalização ser rígida, já que ainda existem muitos pescadores predadores que ajudam a destruir o estoque pesqueiro infringindo todas as leis ambientais.

hum

Sem título-1

sanidade

Sem título-3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>